27/03/13

Comentários infelizes

Porre de democracia. Talvez esta seja a única explicação para a avalanche de comentários após as notícias postadas nos sites. A mania é geral. Seja nacional, estadual ou regional, saiu uma notícia nova e os internautas colocam para fora todo o seu conhecimento ou toda a sua ignorância. Alguns são virulentos, desbocados, irresponsáveis e até criminosos; outros são sensatos, comedidos. Há ainda os que tentam ser espirituosos, fazendo graça na hora errada e no lugar errado. Vez por outra, alguns internautas preferem atacar os comentários dos outros com expressões duras, com agressões gratuitas.
Um jornalista esportivo divulga alguma informação supostamente negativa de um time ou avalia uma atuação de algum jogador e a turba invade a página chamando-o de tudo. Se o colorado foi o “prejudicado”, o repórter só pode ser gremista. Se, por outro lado, foi o tricolor quem sofreu o “ataque” logo ele é “colorado doente”. Sem contar que a turma do centro do país também inunda o campinho virtual lançando suas farpas e ódio a serviço do “curíntia”, do “framengo”, do “fluzão”, do “peixe” ou do “parmera”. O jogo fica pesado. Do pescoço para baixo tudo é canela.
Há outra turma que prefere a política. Os maiores culpados são, invariavelmente, a Dilma e o PT. Há ainda uma turma que mistura tudo. A culpa é sempre do governo e da imprensa. Como também é culpa do governo pátrio o fato do Papa escolhido ter sido um “hermano”.
O Felipão escalou mal a seleção, que caiu no ranking da Fifa. Culpa da Dilma e da Globo. O Gauchão está mais para gauchinho, pois o público sumiu dos estádios. Culpa de quem? Da tevê, do governo, da imprensa, dos clubes, dos jogadores. O inquérito da Boate Kiss teve tantas mil páginas, diz o jornal. Comentário do internauta logo abaixo: bastava uma folha para indiciar autoridades, empresário, conjunto e funcionários públicos. Com todo o respeito, seria de rir, se não fosse triste.
O acesso sem restrição está colocando todo o mundo no mesmo patamar. Desmiolados opinam sobre tudo, doutos opinam sobre o que conhecem. Todos opinam.  Os desmiolados e alienados opinam sobre as opiniões alheias. E assim segue o baile. Uma notinha de meia dúzia de linhas, às vezes rende uma quantidade infinita de comentários e algumas guerras insanas. Respeito e bons modos definitivamente estão fora de moda. Experimentar entrar no meio e fazer um comentário sério. A pauleira vai destruí-lo.  
Em muitos casos o bom mesmo é nem saber o que estão pensando os outros. É tanta opinião, tanto diz que diz que no final de uma sessão de navegação dá uma canseira nos simples mortais. Abandonar a leitura, sair de perto para não ser tentado a conferir qual o mais recente comentário, deitar numa rede e fechar os olhos. Deixar os cães latirem. Quem sabe os mais raivosos não cansarão suas mandíbulas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário